terça-feira, 27 de julho de 2010

 

2010

A felicidade
Morava tão vizinha
Que, de tolo
Até pensei que fosse minha

(Chico Buarque)

7 comentários:

Maria disse...

Ora viva
quem é
uma flor...

Gosto de te ver aqui, Oris.
Beijinho.

Tite disse...

Tão simples e tão lindo né amiga?

Desculpa a ausência mas o PC bloqueando, não me deixava navegar.

Beijossssss

Rosa dos Ventos disse...

Às vezes temos mesmo que ser tolos para pensarmos que somos felizes!

Abraço

ManuelNeves disse...

Viva!

Poderei ser tolo e tolo a valer, desde que a vizinha, não me faça sofrer.

Um abraço

pin gente disse...

estou quase feliz... falta-me a foto seguinte, oris!


um beijo
luísa

Ana Ramon disse...

Olá Amiga! Então também fugida dos blogues? Já percebi que de tempos a tempos há um cansaço geral e os amigos deixam de escrever. Eu também andei assim durante algum tempo mas agora resolvi fazer a minha reaparição :) só não sei se será para ficar ou se será seguido de outros tantos afastamentos. O tempo o dirá.
Um grande beijinho e aparece porque nos fazes falta

Vieira Calado disse...

E às vezes está tão longe...

que parece que não existe!

Saudações poéticas